Galileo (Sistema europeu de posicionamento global)

Um dos satélites do Galileo

Um dos satélites do sistema Galileo

 Concebido desde o início como um projeto civil, em oposição ao GPS americano, ao GLONASS russo e ao Compass chinês que são de origem militar, apresenta várias vantagens, como por exemplo, maior precisão (ainda a ser confirmado em testes reais), maior segurança (possibilidade de transmitir e confirmar pedidos de ajuda em caso emergência) e menos sujeito a problemas técnicos.

Segmento espacial– Constituído por 30 satélites (27 operacionais e 3 suplentes), posicionados em três planos orbitais diferentes, encontram-se a uma altitude de 23.222 km

Segmento de controlo– Será constituído por três estações, duas na Alemanha e a terceira na Itália.